História no Automobilismo

Firestone Racing

Os pneus Firestone fizeram sua primeira aparição no automobilismo em 1909, tempo em que os carros ainda eram novidade. Harvey Firestone, fundador da Firestone Tire & Rubber Company, foi um dos primeiros a perceber o potencial dos carros de corrida como um meio para promover e testar seus produtos. Ele obteve bons resultados usando pneus de borracha em carroças puxadas por cavalos e sabia que corridas automobilísticas ofereceriam muitos benefícios para a sua fábrica de pneus, localizada em Akron.

A Firestone saboreou o momento em que o público curioso foi à Indianápolis para testemunhar um grupo de carros que competiam na primeira corrida das 300 milhas de Indianápolis. Durante esta prova, Barney Oldfield foi capaz de chegar a 60 quilômetros por hora com seu carro equipado com pneus Firestone. Durante uma conversa informal após o término da corrida, disse ao grupo de espectadores: "Meu único seguro de vida são os pneus Firestone.”.

O comentário de Oldfield foi provavelmente o primeiro produto recomendado por um piloto de carro de corrida. Depois de vencer a corrida em Indianápolis em 1909, Oldfield passou a fazer parte da equipe Firestone e visitou inúmeros autódromos no país, impressionando os fãs com seus feitos de velocidade. Seu carro foi equipado com pneus Firestone que não “patinavam” e estampado com sua famosa frase. Na época, Barney Oldfield era nacionalmente famoso e seu apoio aos pneus Firestone forneceu uma excelente visibilidade e popularidade que ajudou a vender os pneus.

Dois anos mais tarde, os melhores pilotos do mundo reuniram-se para a sessão de abertura da 500 Milhas de Indianápolis. Ray Harroun, pilotando um “Marmon Wasp” amarelo equipado com pneus Firestone, foi o primeiro a cruzar a linha de chegada depois de uma competição que durou seis horas e 42 minutos. Essa vitória em 1911 deu a Harroun um lugar nos livros de história e formou a base para o sucesso da Firestone no famoso “Brickyard” (apelido da pista de Indianápolis).

Os primeiros pneus de competições de corrida não são os que conhecemos hoje em dia. Para provar a durabilidade e qualidade do produto, os primeiros pneus de corrida Firestone eram na verdade os mesmos pneus que eram vendidos para o uso diário na rua e estrada. O público apreciou a forma como se comportaram os pneus Firestone nas pistas e queriam compra-los para seus veículos. O velho ditado "vencer no domingo, vender na segunda-feira" tornou-se uma realidade comercial para a marca Firestone.

A Firestone figurou em muitas categorias de automobilismo, como na NASCAR, Fórmula 1, CART, arrancadas ("drag racing"), na tentativa de quebrar o recorde de velocidade em terra e nos monster trucks, para citar alguns. Equipado com pneus Firestone, pilotos ganharam o recorde admirável de 568 corridas da Winston Cup que começou a partir da primeira corrida em Charlotte, Carolina do Norte em 1949.Até o final da temporada em 2001, o número de corridas vencidas por pilotos em carros equipados com pneus atingiu a marca de 624 corridas.